Maya Hawke, melhor coisa de “Stranger Things 3”, tem um estilo bem anos 90

Conheça um pouco mais dos looks da vida real da estrela do seriado - que infelizmente passou quase todos os episódios de uniforme!

Robin (Maya Hawke)

Com jeitão descolado, língua afiada (e fluente em diversos idiomas!) e o cabelo mais legal da ficção, a sorveteira Robin, interpretada pela novata Maya Hawke, foi a melhor coisa de “Stranger Things 3”. Não que o terceiro ano da produção da Netflix tenha sido ruim – longe disso! -, mas, entre o exército de seres humanos do Devorador de Mentes que colocou todos em apuros e os romances tipo “Malhação” da galerinha da Eleven (Millie Bobby Brown), a funcionária da Scoops Ahoy sobressaiu e protagonizou uma linda jornada.

Leia Mais: Recorde: ‘Stranger Things 3’ é a maior estreia da história da Netflix

Boa parte desse mérito é todo da atriz que, quando foi contratada para papel, sugeriu aos The Duffer Brothers, criadores da coisa toda, mudanças na personalidade da Robin. “Eu estava muito confusa no começo porque a descrição da personagem dizia que ela deveria ser difícil, seca, sarcástica e desinteressada”, contou ela em entrevista à Glamour USA. Foi atendida e não poderia estar mais certa.

Leia Mais: Millie Bobby Brown lança a melhor coleção de Converse que já existiu

A personagem precisava mesmo ser sarcástica, mas não podia soar escrota ou mal humorada, o público tinha que gostar dela logo de cara – principalmente, para poder se importar com a grande revelação da personagem na reta final -, e precisava também comprar o crush do Steve (Joe Keery, outro favorito dos fãs) por ela. Tudo isso em menos de 6 episódios e sem a ajuda de figurinos glamourosos.

Robin e Steve

 (Reprodução/Netflix)

Isso que ela fez, essa percepção de entender que algumas mudanças precisavam ser feitas, se chama maturidade artística e ela só tem 21 anos! Ah, e carisma! Nas mãos de outra artista, menos energética, todo o arco da Robin poderia ter sido um fiasco, e a personagem ser apenas insossa e não esse trator que comanda a tela de tal forma que até lembra a colega de elenco Winona Ryder no auge dos anos 1990 com toda aquela vibe diferentona e presença que fez dela uma estrela de cinema não-óbvia.

Importante dizer também que a própria Maya é filha de dois astros da década: Uma Thurman (elas têm uma voz MUITO parecida) e Ethan Hawke (que foi par romântico da Winona em “Caindo na Real”!). Então, dá até para lançar aquele velho jargão de que o talento vem de família. O que não dá para dizer é que ela está lá apenas por ser filha de quem é. Obviamente, isso ajudou bastante MUITO, mas, quem quiser comprovar como ela boa, basta assistir à minissérie da BBC “Little Woman” (disponível no Amazon Prime) e testemunhar como ela brilha no papel da icônica Jo March, que, veja só, tinha sido interpretada pela própria Winona na década de 1990 – e rendeu para ela uma indicação ao Oscar!

Robin (Stranger Things) - GIF

Tá, mas e o estilo?

Infelizmente, Robin passou a temporada inteira no uniforme da Scoops Ahoy e somente nos minutos finais da série deu para ter ideia de como ela se expressa por meio das roupas. E a aposta para “Stranger Things 4” é de uma garota um tanto punk rock, já que ela surgiu de mom jeans, cabelo podrinho e combat boots. Tudo muito estiloso e descomplicado.

Na vida real, não é muito diferente, não. Filha de pais famosos, Maya cresceu em Manhattan, NY e provavelmente tem acesso desde muito pequena às melhores marcas e roupas que o dinheiro pode comprar. No entanto, o estilo dela – em tapetes vermelhos, e no Instagram – está bem longe do glamour sexy de uma Serena van der Woodsen, interpretada por Blake Lively em “Gossip Girl” que também vivia na ilha.

A atriz é bem básica e, muitas vezes, segue essa linha tomboy: abusa dos blazers oversized, aposta em gravatas, sapatos mais confortáveis (saltos grossos e oxfords estão no pacote), estampas discretas e muitos tons sóbrios, como preto, cinza e branco.

O guarda-roupa dela é terrivelmente 90’s (no bom sentido!) e rocker, se fosse uma personagem da ficção, seria uma Lelania Pierce, personagem da Winona (olha ela de novo!) que marcou uma geração em “Caindo na Real”. E, como a década continua em alta, é bem provável que ela caia nas graças das revistas de moda, das grandes grifes e se torna a nova it girl, assim como a mãe dela e, bem, como Winona…

Abaixo, 5 looks que definem o estilo dela.

Fã de peças do “guarda-roupa masculino”:

Maya Hawke

 (Amy Sussman/Getty Images)

De muito preto!

Maya Hawke

 (Gilbert Carrasquillo/GC Images/Getty Images)

Ela é zero afetação!

Maya Hawke

Esse macacão é uma graça!

E ama estampas mais discretas, tipo a Liberty:

Maya Hawke

E se precisar seguir uma linha mais princesa, sempre vai ter um ar meio gótico, meio rocker:

Maya Hawke

 (Rindoff/Charriau/Getty Images)

Olho nela!