Meghan Markle está repetindo os looks que usou na gravidez e isso é ótimo

Mais acessível e gente como a gente do que nunca, a duquesa vem mostrando que roupas funcionais são a melhor escolha para o período pós-parto.

Ao observar os looks usados por Meghan Markle durante toda esta semana, para os compromissos referentes ao tour real dela e de Harry pela África do Sul, deu para reparar que, ao “reciclar” algumas peças, a duquesa tem se mostrado mais acessível, “vida real” e confortável do que nunca. O que é ótimo, além de fazer todo sentido.

É que depois de um 2018 quase sem repetir os visuais, Meghan, quatro meses após dar à luz Archie, agora passa uma importante e inspiradora mensagem para outras mulheres: a de que o corpo muda, sim, no período pós-parto, que isso não é um problema ou razão para escondê-lo, e que não tem nada de errado em “reciclar” produções usadas durante a gravidez, já que elas costumam se ajustar ao corpo de uma maneira bem mais confortável – além de serem funcionais, caso a nova mamãe ainda esteja amamentando.

Leia Mais: Por que devemos ter paciência com nosso corpo no puerpério

Não há informações oficiais sobre Meghan ainda amamentar Archie ou não, mas as chances são altas, já que recentemente ela declarou que precisava voltar para casa para alimentar o bebê. De qualquer maneira, entre as peças usadas por ela nesses últimos dias, vimos muitos chemises (aqueles vestidos tipo camisa), macacões, vestidos e camisas soltinhos, e arriscamos dizer que isso não é mera coincidência.

 (Pool/Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

Meghan Markle

 (Chris Jackson - Pool/Getty Images)

O vestido-camisa azul de botões, por exemplo, que ela usou na última segunda-feira (23), é da marca Veronica Beard, e já havia sido usado por Meghan em outubro do ano passado, em Tonga, quando ela estava grávida de três meses.

Meghan Markle

 (Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

E se dessa vez ela combinou o modelo às sandálias espadrilles, superconfortáveis, em 2018 ela vestiu a peça acompanhada por saltos. O cabelo também mudou: sai coque, entram fios soltos e modelados.

 (Pool/Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

O vestido listrado e soltinho, escolha de Meghan para os compromissos da terça (24), também é bem familiar.

 (Pool/Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

Da marca Martin Grant, o modelo máxi marcou uma das primeiras aparições de Meghan após confirmar a gravidez, durante o tour real do casal pela Austrália, em 2018.

 (Ryan Pierse/Getty Images)

O terceiro look reutilizado por ela foi um macacão preto chiquérrimo, da marca Everlane, que Meghan já tinha mostrado em um dos videos promocionais da edição da Vogue britânica da qual participou.

Meghan Markle

 (Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

Além da gravidez, outros motivos que podem ter motivado Meghan a repetir mais os looks (atitude que virou marca registrada de Kate Middleton), são a intenção de levar o foco do público não tanto para o que ela veste, mas para as causas que apóia, além do fator sustentabilidade, bandeira levantada por ela recentemente. O primeiro vestido usado pela duquesa na tour real, já esgotado, era da marca sustentável Mayamiko, que fabrica tecidos no Malawi e produz as peças em oficinas de costura locais.

Meghan Markle

 (Chris Jackson/Getty Images)

Nas redes sociais, esse momento “duquesa gente como a gente” também caiu nas graças dos fãs de Meghan. “Meghan está abraçando seu corpo em qualquer estágio da vida que esteja”, “Ela está ótima como está agora”, “Isso é mais realista, por que voltar ao tamanho pré-gravidez logo após o parto? É um processo, e às vezes seu corpo simplesmente muda”, são alguns dos comentários que podemos ver em perfis do Instagram dedicados à família real britânica.

Veja onde encontrar peças inspiradas nos lookinhos mais recentes usados por Meghan: