‘Não cresci vendo mulheres vestidas como eu em revistas’, Halima

A modelo já participou dos desfiles da Max Mara e Alberta Ferretti, em Milão, ao lado de Gigi Hadid.

Em recente entrevista ao site Refinery, a Halima Aden contou um pouco de como foi seu começo de carreira no mundo da moda, de suas experiências ao desfilar nas semanas de moda mais importantes do mundo, de dividir a passarela com Gigi Hadid e como é sua relação com seu hijab.

Em fevereiro, Halima se tornou a primeira modelo muçulmana e que usa hijab a ser assinada com a IMG Models, agência de tops como Gisele Bündchen, Bella Hadid e Candice Swanepoel, foi capa da 10ª edição da CR Fashion Book, assinada por Carine Roitfeld, e fez seu debut nas passarelas com a Season 5 da Yeezy e também desfilou em Milão pela Max Mara e Alberta Ferretti. Ufa!

Com um começo de ano atribulado e cheio de sucesso, a jovem de apenas 19 anos, diz ainda se sentir muito impactada com as oportunidades que são oferecidas. “Para ser honesta, eu nunca achei que pudesse ter um lugar para mim no mundo da moda. Eu não cresci vendo mulheres vestidas como eu em capas de revistas ou na televisão”, disse a Erin Cunningham.

 (/)

O primeiríssimo passo que Halima deu nas passarelas foi quando, em Novembro, participou do Miss Minessota. “Eu entrei no concurso por causa das bolsas de estudo que dão para a vencedora e também para ter uma experiência que me tirasse da minha zona de conforto”, disse. Na parte do desfile de biquínis, ela usou um burkini (modelo que cobre o corpo todo, menos o rosto, as mãos e os pés). Ela, que resolveu não abandonar suas crenças religiosas para ingressar nesse mundo diz que: “Foi por causa da minha participação no concurso que as portas se abriram para mim no mundo da moda. Eu acho importante essa diversidade e espero que a moda continue nesse caminho”.

Sobre sua escolha de usar o hijab no dia a dia, ela deixa claro que o fato de algumas pessoas olharem aquilo como sinal de opressão é completamente errado, “usar essa vestimenta é escolha minha e eu não tenho além de amor e respeito por aquelas pessoas que optam por se vestir de maneira diferente”. Ela, que disse ter esperado muito tempo para ganhar seu hijab e poder “copiar” a graça e beleza de sua mãe e herdar todas as coisas que aquela peça representava, comentou que se sente melhor quando está vestida de forma mais modesta. “É uma escolha que eu faço e me sinto orgulhosa. Para mim, não é necessário mostrar muita pele para ser bonita. Eu escolho me vestir assim e escolho usar hijab, nem todas as mulheres muçulmanas fazem essa escolha e isso é ok. Somos todas diferentes!”

Ela também comentou sobre seu encontro com Gigi Hadid, “eu conheci ela no backstage das fotos do CR Fashion Book e ela imediatamente me acolheu. Ela é uma superstar e, ao mesmo tempo, é muito amorosa e se dispõe sempre a nos ajudar. Ela me deu dicas para o desfile de Milão”.

Além de Gigi, Halima também conheceu a angel Elsa Hosk.

View this post on Instagram

😂💞

A post shared by Halima (@halima) on

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!