Rihanna e Topshop: chega ao fim a batalha judicial

A cantora venceu o processo aberto contra a fast fashion britânica em 2012.

A justiça da Inglaterra confirmou nesta quinta-feira (22.01) que a Topshop infringiu os direitos de Rihanna ao comercializar uma camiseta com a imagem da pop star sem sua autorização. A informação foi dada ao Women’s Wear Daily pelo escritório de advocacia Bristows LLP.

Em novembro do ano passado, a Topshop entrou com recurso contra a decisão de um juiz da corte suprema de Londres que proibia a fast fashion de vender as t-shirts – parecer este expedido em 2013. Hoje, veio a resposta final.

A camiseta que provocou o confronto judicial é esta abaixo, com uma foto de Rihanna clicada nos bastidores do clipe “We Found Love” – e comprada de forma legal pela loja britânica. O uso da imagem na peça de roupa, porém, vai contra as leis. Procurada pelo WWD, a Topshop não quis comentar o caso.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)