Uma tiara de diamantes foi roubada da Família Real por ladrões de joias

Como em um filme, assaltantes entraram em uma galeria e conseguiram fugir com a joia da realeza britânica.

A Família Real britânica vive um momento de turbulência. Não bastam todos os boatos envolvendo um suposto mal estar entre Príncipe William e Príncipe Harry que teria culminado na mudança do último para o subúrbio de Londres, a realeza tem mais um motivo para se preocupar: uma joia de histórica de família foi roubada semana passada na capital inglesa. E a história parece coisa de filme!

De acordo com a BBC, um grupo de pessoas entrou pouco antes das 22h na Portland Collection Gallery, galeria em Nottinghamshire, na Inglaterra, e simplesmente conseguiu roubar de lá a chamada Tiara de Portland, que costumava ficar guardadinha dentro de uma caixa de vidro blindada.

Com o auxílio de ferramentas elétricas, as 8 mulheres e um segredo os assaltantes conseguiram remover o revestimento protetor da peça e escapar tranquilamente do local. Sim, um alarme soou e a polícia foi chamada, mas, como em um episódio de Monty Python, famoso humorístico britânico, os tiras chegaram dois minutos atrasados e a segurança do espaço também não foi capaz de prendê-los a tempo.

A Portland Tiara foi criada especialmente para Winifred, Duquesa de Portland, em 1902, usar na coroação do rei Edward VII, após a morte da rainha Vitória.

Duquesa de Portland Winifred, Duquesa de Portland, usando a famosa tiara

Winifred, Duquesa de Portland, usando a famosa tiara (W. and D. Downey/Hulton Archive/Getty Images)

Segundo especialistas ouvidos pela publicação, a tiara feita de diamantes, brilhantes, prata e ouro poderia “valer milhões”, mas, por ser muito conhecida, seria dificílimo ser vendida – mesmo no mercado negro. Para horror de joalheiros e historiadores, a melhor opção para os “novos donos” da joia seria cuidadosamente retirar os diamantes incrustados e repassá-los separadamente.