5 coisas sem sentido em ‘A Dona do Pedaço’ que a gente quer entender

Reunimos as maiores dúvidas que temos assistindo à novela 'A Dona do Pedaço'

A novela ‘A Dona do Pedaço‘ está fazendo sucesso, milhões de pessoas estão acompanhando a trajetória de Maria da Paz (Juliana Paes) contra sua filha mau caráter Josiane (Agatha Moreira), mas não podemos fechar os olhos para tudo. Muitas vezes a história de Walcyr Carrasco dá uma forçada na amizade e apresenta situações muito difíceis de entender, então juntamos cinco dúvidas que temos a respeito da novela das nove e que provavelmente não serão respondidas tão cedo.

A Dona do Pedaço, Camilo e Vivi

 (Globo/Reprodução)

1- Camilo é o único investigador de São Paulo?

Entendemos que uma novela tem um elenco limitado, mas algumas decisões chegam a ser risíveis. Já perceberam que Camilo (Lee Taylor) é o único policial investigador que existe em ‘A Dona do Pedaço’? Não importa se é um assassinato, um incêndio ou o desaparecimento de um bolo na casa da dona Marlene (Suely Franco), será Camilo o convocado pela polícia para resolver o assunto.

Ele inclusive não vê problema em investigar pessoas com quem tem relação de proximidade, como Vivi Guedes (Paolla Oliveira) sua ex-noiva. Conflito de interesses? Pff, isso não existe em novela, então está super de boa Camilo usar sua investigação para ir atrás do namorado atual de sua ex.

2- Maria da Paz perdeu seus contatos?

A pobre Maria da Paz foi expulsa da própria casa e perdeu sua empresa graças a um golpe dado por Josiane, sua filha maldita. Sendo assim, ela decidiu começar do zero e voltar a vender bolos na rua como no final da primeira fase de ‘A Dona do Pedaço’, mas uma coisa a gente não entendeu: ela perdeu também toda a agenda de contatos? Porque assim, empresário não tem apenas dinheiro, tem toda uma rede de networking com outras pessoas do meio, alguém para abordar em período de ajuda.

Maria da Paz não tem contato com nenhum antigo fornecedor, locatário, nada para ajudá-la a se reerguer mais rápido? E uma mulher perder a própria empresa é algo muito chocante, como nenhuma equipe de televisão daquele universo foi atrás para transformar Maria da Paz em personagem de uma matéria sensacionalista? Difícil crer nisso.

Josiane mata Jardel em A Dona do Pedaço

 (Globo/Reprodução)

3- Como Josiane cometeu um assassinato em plena luz do dia?

Já até falamos aqui sobre o absurdo que foi o assassinato de Jardel (Duo Blotta) em ‘A Dona do Pedaço’. Movida pelo desespero por ser chantageada pelo mordomo, Josiane empurrou o funcionário de sua mãe e ele foi atropelado por um veículo em movimento. O detalhe é que tudo isso aconteceu numa rua empresarial de São Paulo, cheia de figurantes por todos os lados. Curiosamente, ninguém percebeu uma discussão aos gritos e nem o motorista do veículo viu uma pessoa sofrendo um empurrão.

Para piorar, o crime foi feito sem qualquer registro de câmeras dos prédios empresariais dos arredores, é como se nenhuma empresa chique de São Paulo tivesse equipamento de segurança em suas fachadas. O crime está sendo praticamente arquivado na novela porque ninguém viu aquilo… quer dizer, só Fabiana (Nathalia Dill).

4- O trabalho de Vivi Guedes é só tirar fotos de modelo?

Toda vez que aparece cenas da digital influencer Vivi Guedes na novela, a personagem de Paolla Oliveira está em um estúdio fotográfico tirando fotos conceituais com roupas de desfile. É só isso que ela faz? A cultura da digital influencer da vida real envolve receber mimos de empresas, visitas a eventos, fotos em lugares “normais”, mas Vivi Guedes parece trabalhar apenas como uma modelo freelancer.

A única vez que vimos fazendo um #ad foi quando uma empresa de automóveis da vida real a contratou para fazer merchan na televisão! Queremos ver você mais blogueirinha!

A Dona do Pedaço, Maria da Paz é presa

 (Globo/ Arthur Meninea/Divulgação)

5- Se Maria da Paz é “da paz”, por que atirou em Régis?

Essa é mais do que uma dúvida, é uma contradição à própria história de ‘A Dona do Pedaço’. Logo no primeiro capítulo, Maria da Paz foi apresentada como uma pessoa diferente de seus familiares, todos dedicados à matança de aluguel. Teve até aquela cena em que a jovem protagonista é a única dos irmãos que não consegue usar o revolver em um exercício do tiro do pai, e o objetivo daquele momento era mostrar como arma é um negócio que Maria da Paz não tinha vocação.

Porém, num passe de mágica, o revolver foi o meio utilizado pela protagonista para atacar Régis (Reynaldo Gianecchini) no momento do flagra com sua filha Josiane. Foi muito incoerente a cena do tiro, e ainda mais porque a mira de Maria da Paz foi até bem precisa para uma pessoa 100% da paz.