‘A Dona do Pedaço’ escorrega ao culpar a mãe por um filho mau caráter

Para Régis, sua mãe é a culpada por ele ser quem é. Será verdade mesmo?

Uma cena de A Dona do Pedaço‘ no capítulo de ontem (25) chamou a atenção por ter trazido uma abordagem um pouco problemática na relação entre Régis (Reynaldo Gianecchini) e Gladys (Nathalia Timberg). O playboy falido havia levado Maria da Paz (Juliana Paes), sua noiva, para um jantar com sua mãe e a boleira foi humilhada por não saber regras de etiqueta que a família considerava fundamentais. Após o incidente, Régis se sentou para conversar com sua mãe sobre a relação entre os dois.

Por que a senhora acha que eu sou assim? Por que a senhora acha que eu cheguei a roubar dentro dessa casa? Foi por sua causa!“, disparou Régis para sua mãe, que tomava uma bebida. A princípio ela se indigna por ser considerada culpada por um comportamento que nada tem a ver com ela, mas seu filho continuou no assunto explicando a relação: “A senhora me criou pra ser prisioneiro das suas regras. A senhora nunca me ensinou a lutar pela vida, a trabalhar. Virei um adulto inútil“. Ou seja, para Régis, a culpa por ser uma pessoa questionável é toda de sua mãe.

Resumo O Outro Lado do Paraíso Gael Sophia

 (Foto: TV Globo/ Montagem: MdeMulher/Reprodução)

Não foi a primeira vez que Walcyr Carrasco, o autor de ‘A Dona do Pedaço’, culpabilizou mães por filhos problemáticos. Em ‘O Outro Lado do Paraíso‘ tivemos o exemplo mais grave de todos quando Gael (Sergio Guizé), o filho agressor de mulheres, culpa sua mãe por toda a violência que praticou na novela. Para ele, os maus tratos quando criança o tornaram uma pessoa com um demônio no corpo.

É claro que a família tem influência nas escolhas de vida do indivíduo e por mais que Sophia (Marieta Severo) em ‘O Outro Lado do Paraíso’ e Gladys de ‘A Dona do Pedaço’ sejam vilãs dentro da trama, isso nada tem a ver com a atitude dos filhos. Reforçar que uma pessoa má é assim por conta da criação dos pais é algo muito leviano, e tira a responsabilidade do homem inconsequente para jogar nas costas de uma terceira pessoa, no caso uma mulher. Ninguém na história culpou um pai ausente ou violento, é sempre a mãe.

Além de tudo, essa lógica não se aplica nem na própria novela. Rock (Caio Castro) age às vezes de forma meio errada, mas nada tem a ver com a criação de Dorotéia (Rosi Campos). E o que falar de Josiane (Agatha Moreira) e seu grande desvio de caráter? É culpa da criação cheia de carinho proporcionada por Maria da Paz?

Régis culpando Gladys por ser um adulto inútil foi uma decisão infeliz do roteiro, que poderia ter arranjado outras formas de justificar o mau caratismo do filho sem precisar culpar a mãe. ‘A Dona do Pedaço’ tem tratado alguns assuntos com tanta habilidade, dá pra melhorar nesse caso.

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆