Há 17 anos, outra Carol fazia história ao cortar os cabelos na TV

Depois do episódio desta terça (29) de "A Força do Querer", muitos lembraram de Carolina Dieckmann cortando os cabelos em "Laços de Família". Veja a cena.

No episódio desta terça (29) de “A Força do Querer“, a atriz Carol Duarte, que interpreta Ivana, arrancou lágrimas dos telespectadores ao se revelar um homem trans, pedir apoio para a família e, depois, cortar os próprios cabelos. A atuação elogiadíssima dela fez com que os telespectadores se lembrassem de outra Carol: Carolina Dieckmann, que entrou para a história da TV nacional ao interpretar Camila em “Laços de Família“, novela de Manoel Carlos exibida originalmente no ano 2000.

Em “Laços de Família”, Camila tinha leucemia, e durante o tratamento da doença, depois de perder cabelo por causa da quimioterapia, decide raspar os fios todos. Isso é muito comum entre homens e mulheres em tratamento contra o câncer: para não passarem pelo incômodo de ver os fios caindo em tufos, raspam a cabeça de uma vez só.

Até hoje a cena emociona. Ao som de “Love by Grace“, de Lara Fabian, a atriz teve os cabelos cortados e depois raspados. À época, elogiou-se muito a atuação de Carol Dieckmann, que contou ter se emocionado e chorado de verdade durante a gravação da cena, extremamente triste.

Carol Duarte também deve entrar para a história da TV brasileira com a cena desta terça (29). Ao contrário da cena de “Laços de Família”, o corte de cabelos de Ivana teve um sentimento de libertação, com a personagem sorrindo e comemorando a cada tesourada.

Ao final do capítulo, vemos Ivana no salão de cabeleireiro, com um profissional dando os últimos retoques no visual de Ivan – agora, com o novo visual, fazendo tratamento hormonal, a personagem passa a atender pelo novo nome.

ivan a forca do querer Depois de cortar os próprios cabelos em casa, Ivan vai em busca de seu novo visual no salão

Depois de cortar os próprios cabelos em casa, Ivan vai em busca de seu novo visual no salão (Divulgação/)

Em vez de uma música triste, a cena foi embalada pela música “De Toda Cor”, de Renato Luciano. A letra fala sobre diversidade, muito adequada à trama.

São duas tramas bem diferentes, mas temos que concordar: Carol Duarte passa a fazer companhia a Carol Dieckmann no panteão das grandes cenas da teledramaturgia brasileira.