Vale a Pena Ver de Novo: 4 coisas para relembrar em ‘Cordel Encantado’

A história, os personagens e o que podemos esperar desse clássico que voltou.

Siga o mdemulher no Instagram

Os apaixonados por novelas que misturam aventura com romance já precisam deixar um lembrete no celular, afinal hoje (14) começa a reprise de ‘Cordel Encantado‘ no Vale a Pena Ver de Novo. Após apostar em várias novelas das nove, a Globo resgatou de seu arquivo uma trama das seis para cativar a audiência das tardes. Separamos então algumas coisinhas que você em breve vai relembrar com essa reprise:

O amor de Açucena e Jesuíno

Cordel Encantado: Açucena se torna o cangaceiro Cocada

Poucas vezes tivemos um romance tão “torcível” nas novelas. ‘Cordel Encantado’ conta a história do romance improvável entre Açucena (Bianca Bin), uma moça filha de lavradores que descobre ser herdeira de um reino chamado Seráfia do Norte, e Jesuíno (Cauã Reymond), um filho de cangaceiro que um dia tomará o lugar de seu pai no bando.

Como é de se esperar de uma novela com romance, há trocentos outros personagens com interesses amorosos pelos protagonistas, formando inúmeros polígonos amorosos. Um deles, o vilão da novela, vamos comentar logo mais.

O lindíssimo Capitão Herculano

 (Globo/Divulgação)

Em uma época na qual a Globo procurava novos galãs mais “quarentões” para suas novelas, Domingos Montagner caiu como uma luva para a emissora. Seu primeiro papel grande foi o capitão Herculano, do núcleo dos cangaceiros, e foi o responsável por fazer muita gente delirar com seu jeito meio turrão e rígido.

Após essa novela, Domingo teve seu nome projetado e participou de várias novelas importantes na Globo. Infelizmente, o ator nos deixou em 2016 durante as gravações finais da novela ‘Velho Chico‘, protagonizada por ele. Domingos foi levado pela correnteza de um rio após um mergulho com Camila Pitanga e faleceu por afogamento.

Assim, a reprise de ‘Cordel Encantado’ será uma chance única para rever o trabalho de um ator que ficou bem pouco conosco, mas que teve uma importância imensa.

Timóteo, o vilãozão dos reinos

Cordel Encantado: Açucena desiste de ser princesa e se entrega a Jesuíno

Uma novela precisa de um baita vilão, e Timóteo (Bruno Gagliasso) atendeu a todas as expectativas. O público acostumado a um Gagliasso bonzinho igual agora em ‘O Sétimo Guardião‘ se viu diante de um homem cruel, capaz de qualquer coisa para ter Açucena em seus braços. Chantagem, sequestros e outras coisas mais eram rotineiras para ele.

Mas ele não ficou sozinho nessa novela, pois Úrsula (Debora Bloch) também teve seus momentos de brilhar na vilania (ainda mais ao lado do hilário Luiz Fernando Guimarães. ‘Cordel Encantado’ não sofreu com falta de vilão e os mocinhos ficaram ocupados o tempo inteiro.

As cenas de batalha e emoção

Cordel Encantado

De tempos em tempos, a Globo tirava o escorpião do bolso e promovia cenas de batalha que nadam deixam a desejar se comparadas com produções recentes (alô, ‘Deus Salve o Rei‘).

As autoras até já contaram posteriormente que foi uma trama na qual sempre pediam para colocar uma ou outra cena de impacto, mesmo o orçamento de uma novela das seis sendo mais reduzido. Como não esquecer da cena na qual Jesuíno é colocado na forca na frente de todo mundo? Sorte que vamos poder rever tudo isso no Vale A Pena Ver De Novo.

Se animou para rever ou para assistir pela primeira vez a essa novela incrível? Então é só prestar atenção na programação da Globo, ‘Cordel Encantado’ começa logo após o ‘Jornal Hoje’.