Brasil reduz em 44% o número de mulheres fumantes e vira referência

A redução nacional foi de 40%, mas as mulheres são as protagonistas, e o país passa a ser referência mundial no combate ao tabagismo.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em uma década, o Brasil reduziu em 40% o número de pessoas fumantes, sendo que as mulheres são as maiores colaboradoras – 44% delas deixaram de fumar.

O 7º relatório sobre a Epidemia Mundial do Tabaco aponta que o Brasil e a Turquia são os dois únicos países (de 171 que aderiram às medidas globais da OMS) que tiveram sucesso na redução do tabagismo e se tornaram referências globais. 

A pesquisa indicou que o percentual de fumantes praticamente caiu pela metade em todas as faixas etárias.

E tudo se deve a algumas medidas adotadas pelo país, como tratamento gratuito pelo SUS para quem quer largar o cigarro, serviço telefônico do Disque Saúde (136) estampado nos rótulos dos maços, proibição do fumo em locais fechados, proibições de publicidade, advertências aos perigos do tabaco e aumento dos impostos.

Ótima notícia!