Brasileiros têm medo de envelhecer, segundo pesquisa

De acordo especialistas, os resultados podem estar ligados ao preconceito com a velhice.

Você tem medo de envelhecer? Se a resposta for sim, saiba que não está sozinha. Segundo pesquisa feita pelo Instituto QualiBest, apenas 9% dos brasileiros responderiam ‘não’ a esta pergunta. O estudo ouviu 989 pessoas entre 18 e 61 anos, de diferentes regiões do país, a pedido dos Laboratórios Pfizer para elaboração da “Campanha Envelhecer Sem Vergonha”.

Ainda segunda a pesquisa, os problemas de saúde estão entre os principais medos com relação ao envelhecimento, sendo mencionados por 77% dos entrevistados. Entre as principais preocupações estão limitações físicas (72%), memória ruim (65%) e solidão (57%).

Apesar de tanto medo com relação à saúde e envelhecimento, somente 35% dos entrevistados com idade entre 18 e 25 anos confirmaram manter os cuidados com o bem estar em dia. 

Para a geriatra e gerontóloga Andrea Prates, coordenadora executiva do Centro Internacional de Informação para o Envelhecimento Saudável (Cies), estes dados comprovam preconceitos e suposições sobre a velhice que precisam ser desmistificados.

“É engraçado que queremos viver muito, mas não queremos envelhecer. Isso acontece pois não vemos as pessoas, mas sim os números, a idade cronológica”, justifica a especialista.

Segundo Rita Cecília Ferreira, psiquiatra responsável pelo Programa da Terceira Idade do Instituto de Psiquiatria da USP, estas suposições sobre problemas de saúde e mudanças de comportamento para o envelhecimento fazem parte de estereótipos construídos com relação aos idosos.

“Costumamos pensar que o idoso tende a ficar rabugento ou isolado, mas isso não é natural. Esta pessoa provavelmente está precisando de acompanhamento psicológico”, explica.

Ela explica que um preparo psicológico iniciado desde a vida adulta pode ser responsável por envelhecer com a saúde mental em dia. Ser ativo, manter-se atualizado, conviver com família e amigos e ter vida sexual ativa são alguns dos itens para garantir um envelhecimento saudável.

Outra pesquisa sobre envelhecimento feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que 35% dos brasileiros estimam viver até 76 e 85 anos, outros 23% esperam chegar até 86 e 95 anos de idade. 

Andrea Prates classifica esta mudança de expectativa de vida no Brasil como um novo curso de vida. “Antes tínhamos uma idade para estudar, trabalhar, descansar e morrer, o que encerrava este ciclo com mais ou menos 70 anos. Hoje o brasileiro pode arranjar sua vida como quiser graças a este bônus, entrelaçando trabalho e estudos ou até adiantando este período de descanso”, explica.

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆