Campanha mundial busca doador de sangue raro para salvar menina de 2 anos

Zainab Mughal precisa de cerca de 10 doadores compatíveis, mas até agora só foram encontrados três.

A pequena Zainab Mughal, que vive na Flórida, está passando por tratamento contra um câncer e precisa de diversas transfusões de sangue para conseguir sobreviver. O problema é que a menina tem um tipo sanguíneo muito raro e há pouquíssimos doadores compatíveis no mundo!

A história ultrapassou fronteiras e sensibilizou muita gente, motivando o início de uma campanha internacional em busca de doadores.

Para se ter uma ideia da dificuldade em encontrar o sangue, foram testadas mais de 1000 amostras e apenas três são compatíveis (duas de norte-americanos e uma de um inglês) – nem os pais da pequena podem doar! Os médicos dizem que são necessários ao menos 10 doadores.

O banco de sangue sem fins lucrativos OneBlood, que coordena a campanha, disse que o programa rastreia 59 tipos de sangues raros, com mais de 120 mil doadores registrados, mas que em setembro, quando a campanha teve início, não havia ninguém com o tipo que Zainab precisa.

Entenda o tipo sanguíneo:

O sangue dela não tem o antígeno Inb, que a maioria de nós tem. Isso significa que, se ela receber o sangue que tenha esse antígeno, seu corpo rejeitará. Por isso, é preciso achar doadores que também não tenham o Inb.

Os especialistas dizem que é necessário procurar doadores com ascendência paquistanesa, indiana ou iraniana, com tipo sanguíneo O ou A (mesmo nessa amostragem, a expectativa é de que menos de 4% das pessoas não tenham o antígeno Inb) – as chances de encontrar fora desse grupo, infelizmente, é quase nula.

Quer ajudar? 

Mesmo que você não tenha as características para ser o doador, espalhe essa informação! Quem achar que pode ajudar, deve entrar em contato por meio do site da organização OneBlood.