Como se livrar do terrível mau hálito

O mau hálito é provocado principalmente pela higiene bucal inadequada, mas tem gente que nem percebe o cheirinho desagradável que sai da própria boca

Botar a mão na frente do nariz e dar uma baforada é uma estratégia para perceber o mau cheiro
Foto: Dreamstime

Embora muita gente acredite que o mau hálito venha lá das profundezas do estômago, na verdade, 90% dos casos têm relação com encrencas na boca. “Desde a higiene inadequada até problemas como a cárie e a gengivite – a inflamação da gengiva –, enfim, existem diversos fatores que provocam o bafo”, enumera Rodrigo Bueno de Moraes, consultor científico da Associação Brasileira de Odontologia. Um mix de restos de comida entre os dentes, o excesso de células mortas e a placa bacteriana são a receita perfeita para formar o aroma que espanta meio mundo.

Respire e perceba o cheirinho

Tem gente que lambe o pulso e depois cheira. Há quem prefira conferir o odor por meio do fio dental. Botar a mão na frente do nariz e dar uma baforada é outra estratégia. Entretanto, a maioria das pessoas nem desconfia que sua boca esteja com um quê de podre. Que tal investigar perguntando a alguém de extrema confiança? Essa é a sugestão do dentista Rodrigo Bueno.

O que entra e sai da boca

Ninguém fica com o hálito agradável depois de devorar um bife acebolado ou com alho. Mas, nesse caso, o cheiro é temporário, desaparece logo. O bafo matinal, que acontece porque a boca seca, também some após a escovação. Bem diferente de quem fuma ou extrapola no álcool, que corre o risco de conviver com o fedor de forma crônica.

Capriche na limpeza e fale de perto!

Para dar um chega pra lá no aroma desagradável, a escovação dos dentes precisa ser impecável, claro. Mas é fundamental higienizar a língua, seja com a escova ou com um limpador especial encontrado em farmácias. Assim, se elimina a saburra, que é o acúmulo de sujeira na superfície lingual. Bochechos e gargarejos com água morna são indicados para combater os cáseos, bolotas fedidas que se escondem perto das amídalas.

Por um hálito refrescante

Nada substitui o zelo com a higiene bucal e as visitas ao dentista, mas existem macetes que ajudam a evitar o mau cheiro. Beber muita água é o melhor. Comer maçã e outros alimentos fibrosos é mais uma dica. É que as fibras provocam um tipo de atrito que varre a sujeira da língua. O chiclete sem açúcar é outro aliado, pois dispara a produção de saliva.

Você sabia?

Quem faz dietas malucas pode acabar com um baita bafo! É que, quando falta o carboidrato – nutriente do pão e do arroz –, o corpo passa a queimar parte da musculatura e isso exala um cheiro estranho.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s