De relaxamento ao alívio de dores: conheça os benefícios do chá

Existe, sim, chá para te deixar mais calma, acelerar seu metabolismo ou, até mesmo, melhorar a digestão. Listamos as propriedades de cada um.

Certamente você já ouviu que deveria tomar um chá de camomila para se acalmar ou um chá de boldo pra melhorar a digestão. E alguma vez já deve ter se questionado sobre o real poder deles, não é mesmo?

Pois saiba que não se trata de palpite de avó. Tomar chá pode ter, sim, um impacto bastante positivo em seu organismo! Isso acontece porque muitas das plantas utilizadas para fazer chás contêm substâncias químicas que interagem com as funções do organismo“As plantas produzem fitoquímicos para própria defesa e eles, por acaso, têm uma ação benéfica no nosso corpo”, afirma a nutricionista Lúcia Endriukaite.

E tudo depende do tipo de chá: há os que são feitos com plantas de ação anti-inflamatória, outros que atuam no sistema nervoso e os que são antioxidantes.

Veja abaixo qual o efeito dos chás mais comuns:

Boldo

O chá composto pela planta boldo-do-chile pode ter um cheiro nada agradável e um gosto pouco melhor, mas ele pode fazer maravilhas pelo seu sistema digestivo.

Ótimo para ajudar a eliminar gases e desinchar, ele tem uma atuação mais forte no fígado, promovendo aumento da produção de bile, secreção essencial para a digestão, e te deixando protegida contra doenças hepáticas.

Camomila

Além do famoso efeito calmante, que ajuda a combater ansiedade e insônia, o chá de camomila também age em problemas digestivos.

Chá Verde

Feito com as folhas da Camellia sinensis, o chá verde contém grande quantidade de antioxidantes e cafeína, sendo assim uma bebida estimulante.

Além disso, ele ajuda na queima de gorduras e acelera o metabolismo, uma vez que possui ação termogênica, aumentando a produção de energia do organismo.

Erva-cidreira

A erva-cidreira é perfeita para reduzir a ansiedade e te deixar mais calma. Ela ainda interrompe espasmos e contrações dolorosas em órgãos como estômago e intestino.

Erva-doce

O chá de erva-doce é outro bastante benéfico para o seu processo digestivo. A especialidade principal é a redução de gases, mas ele também alivia cólicas intestinais e colabora para digestão, em geral.

Gengibre

Devido ao efeito descongestionante, esse chá pode ser um aliado importante contra gripe e doenças respiratórias.

Ele ainda é capaz de aliviar enjoos, dores de garganta e desconfortos intestinais, além de possuir efeito diurético e impedir a retenção de líquidos. 

Veja também

Hibisco

O chá de hibisco é o mais indicado para quem quer emagrecer. Composto por antioxidantes, ele evita o acúmulo de gorduras, uma vez que a produção fica bastante reduzida, e aumenta a produção de urina. 

Seus benefícios também se estendem ao controle da pressão arterial e do colesterol.

Hortelã

Esse chá é essencial para quem sofre com problemas digestivos. Enjoos, cólicas, azia, ele ajuda a resolver tudo!

Além disso, hortelã também tem efeito calmante e é ótima para aliviar a dor de cabeça, sendo capaz de ativar a circulação e dilatar vasos sanguíneos.

Mate

O chá mate tem efeito antioxidante, anti-inflamatório e hipoglicemiante. Ele, então, tem impacto positivo no seu metabolismo, alivia as inflamações que você pode ter na boca, garganta e em órgãos digestores e reduz a concentração de glicose no sangue, atuando como antidiabético.  

Cuidados!

Ao utilizar os chás como forma de tratamento, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados! Lúcia Endriukaite, especialista no assunto, recomenda prestar muita atenção nas plantas que você usará no preparo. “Algumas espécies possuem o mesmo nome popular, por exemplo, a erva-doce, que pode ser Foeniculum vulgare Mill e Pimpinella anisum“, diz a especialista, explicando que a primeira é a recomendada para o chá.

Não é porque é um produto vindo da natureza que ele não pode te fazer mal. As plantas devem ser utilizadas com o máximo de cuidado possível, caso contrário você pode sofrer com efeitos indesejados.

Ela também lembra da possibilidade dos chás interagirem com medicamentos, uma vez que ambos têm impactos nas funções do corpo. “É importante procurar um profissional especializado para prescrição correta”, conclui a nutricionista. 

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆