Dicas e receitas para não descuidar da alimentação nas férias

Beber muita água, inserir salmão no cardápio... O que fazer para curtir os dias de descanso neste verão sem prejudicar a dieta e a saúde

As férias de verão costumam ser sinônimo de quebra de regras – tudo o que a gente costuma evitar passa a ser permitido, não é assim? E nessa toada, os cuidados com a alimentação acabam saindo prejudicados. “A ingestão insuficiente de líquidos e a desregulação das refeições são os principais problemas”, aponta a nutricionista Lia Buschinelli, da consultoria ML Pensando Saúde. Isso pode resultar em quilinhos a mais, fraqueza e até dores de cabeça. Para aproveitar a temporada sem culpa e com a energia à toda, basta prestar atenção em alguns hábitos simples. Veja!

Evite pular refeições

Por conta da programação intensa das férias, muitas vezes acabamos saltando refeições ou aumentando o intervalo entre elas. Esse hábito representa uma armadilha. “Ficar muitas horas sem comer pode aumentar o nível de fome, levando a pessoa a comer demais na refeição seguinte, mastigando pouco e comendo rápido”, explica Lia Buschinelli. “Além disso, em situações assim, em geral preferimos alimentos mais calóricos e pesados para saciar uma fome muito grande”, completa a especialista. O ideal é seguir aquela recomendação básica de se alimentar de três em três horas, nem que seja uma fruta ou um lanche rápido.

Coma com o estômago

Esta dica é especial para quem reservou as férias em grandes hotéis, resorts ou cruzeiros, ou vai passar os dias de folga na casa de algum parente ou amigos. “Lugares com abundância de comida reforçam a fome social, que nos faz comer com os olhos, em detrimento da fome física, do comer com o estômago”, aponta Lia Buschinelli. “E cada vez que consumimos uma quantidade além do que o nosso estômago aceita de forma confortável, ingerimos calorias desnecessárias que o corpo não vai usar, e consequentemente armazenará na forma de gordura corporal”, explica a profissional. Para evitar que isso aconteça, a solução é tirar o foco da comida e da bebida e mirar na viagem em si, nos passeios, nas pessoas e em outras atividades além do comer.

Beba sempre bastante água

No verão, devido ao aumento das temperaturas e da exposição ao sol, perdemos maior quantidade de líquidos e sais minerais pela transpiração. Por isso, é importante manter o corpo sempre hidratado. Além de água, é claro, vale beber ao longo do dia água de coco, sucos naturais ou chás gelados. E moderar na ingestão de bebidas alcoólicas, que, além de calóricas, têm alto poder diurético e contribuem para a perda de líquidos. No dia que for beber, procure alternar com copos de água ou sucos. Verduras e legumes ricos em água, como rabanete, tomate, melancia, melão, também ajudam na hidratação.

Faça substituições inteligentes

Por exemplo: mais peixe no lugar da carne vermelha. “Por ser bem leve, com baixo teor de gorduras e de fácil preparo e digestão, o peixe é uma opção bastante versátil e saudável para as férias de verão”, afirma Lia. Algumas variedades, como o salmão, ainda possuem a vantagem de serem ricas em ômega-3, poderoso antioxidante que ajuda a reduzir o colesterol ruim do sangue, o LDL, a regular a pressão arterial e melhorar a frequência cardíaca, protegendo contra doenças cardiovasculares. “Com crosta de gergelim, fica uma delícia com uma salada de folhas verdes e purê de mandioquinha. E as lascas que sobrarem de alguma preparação podem compor o recheio de lanches” indica a nutricionista. 

Outras sugestões de preparos leves e refrescantes com Salmòn de Chile: