É verdade que as pessoas sentem dores no corpo quando o tempo vai mudar?

As articulações doem, o osso fraturado volta a dar um sinal, a cicatriz da cirurgia grita... Entenda se tudo isso tem mesmo a ver com mudanças climáticas.

Se você nunca sentiu, certamente já ouviu alguém dizendo que vem frio por aí só porque as dores do corpo deram as caras. Mas será que é mesmo possível que nosso corpo seja capaz de fazer essa previsão do tempo?

A ciência não tem uma resposta exata para isso, mas há várias linhas de pensamento que justificam, sim, essas sensações que antecedem a chegada de uma frente fria.

O que pode acontecer?

O nosso organismo faz de tudo para manter estável a temperatura corporal. Então, para se preparar para o frio, os nossos vasos sanguíneos se contraem, reduzindo seu diâmetro e espessura. A consequência disso é a diminuição do fluxo sanguíneo para as extremidades corporais, com maior direcionamento do sangue para parte central do corpo, o tronco, onde ficam os órgãos vitais.

“Quando o fluxo sanguíneo diminui, a musculatura também se contrai para poder regular a temperatura e para se defender da redução do aporte sanguíneo”, explica a Dra. Ana Paula Simões, professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Pronto, alguma dor pode ser resultante dessa contração, principalmente se você tiver uma doença crônica, como artrite ou hérnia de disco.

Outra explicação para a ocorrência das dores é o impacto das mudanças do fluxo sanguíneo no sistema nervoso. Conforme evidencia o Dr. Emerson Alves Ginenez , médico reumatologista da Clínica Croce, os nociceptores, terminações nervosas responsáveis por serem os receptores de sensações relacionadas à dor, têm sua sensibilidade aumentada quando há redução na circulação. Logo, nós ficamos mais sensíveis à dor quando a temperatura cai.

Cicatrizes e ossos podem doer também?

Sim, é possível sentir um pouco de dor nos locais onde haja uma cicatriz ou em um osso que já foi fraturado. Veja a explicação da médica da da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia: “No lugar onde você tem um corte acontece uma lesãozinha no nervo e aí, no frio, com a vasoconstrição e alteração sensitiva, essas terminações nervosas que já estão desencapadas por conta da agressão anterior, acabam sinalizando com mais efetividade que ali há algo de errado. Isso acontece na pele, num tendão ou com uma fratura nos os ossos, que têm terminações nervosas”. 

Por que nem todo mundo sente dores com a mudança de temperatura? 

Se isso nunca te aconteceu, não ache que há algo de errado. “Algumas pessoas, por motivos diversos, são mais sensíveis e sentem mais dores articulares quando o ‘tempo vira'”, conta o reumatologista.

Por exemplo, quem tem alguma doença reumática, como a artrite, e sofre com o problema de dor crônica já tem suas articulações sensibilizadas, devido ao acúmulo de receptores e substâncias neurotransmissoras na região, sentindo os impactos do frio mais fortemente.

Além disso, é estudada a hipótese tem que o seu estado emocional também afeta a sua sensibilidade à dor.