Estou grávida? Conheça os sintomas mais comuns do início da gravidez

Está desconfiada de que pode estar grávida? Relacionamos os principais sinais que o corpo dá nas primeiras semanas.

Siga o mdemulher no Instagram

A menstruação atrasou? Alerta vermelho! Mas, diferentemente do que muita gente pensa, o primeiro sinal de gravidez pode vir antes disso: 12 dias depois da fecundação!

Conversamos com a ginecologista Rosa Maria Neme e listamos os principais sintomas que indicam que um bebê pode estar a caminho.

1. Inchaço das mamas

Incômodos e inchaço das mamas podem ser os primeiros sintomas. Isso porque, no início da gravidez, na fase em que o embrião se prende na parede uterina, acontece o aumento da produção de progesterona, que deixa os seios mais sensíveis e maiores. O problema é que muitas mulheres também sentem os seios diferentes em período pré-menstrual, então não pire somente nesse sintoma!

2. Sonolência

Você tem uma linda noite de sono, mas acorda cansada, querendo dormir mais um pouco. Ou então, depois do almoço acha que não vai conseguir manter os olhos abertos. Tudo isso também é culpa da progesterona.

3. Enjoos e tonturas

Os sintomas clássicos da gravidez podem aparecer logo com duas semanas da fecundação. Novamente, os hormônios são os responsáveis pelas náuseas, mais frequentes logo pela manhã – o vilão é o HCG, principal hormônio da gravidez.

4. Cólicas

A implantação do embrião no útero provoca algumas contrações, que podem ser sentidas como cólicas, muito parecidas com as menstruais. E nesse período podem até acontecer pequenos sangramentos.

5. Olfato apurado

Cheiros fortes, como os de comida estragada e perfume, são detectados rapidamente pela maioria das grávidas. Estudos mostraram que no início da gestação esse sentido fica mesmo mais apurado, alegando que essa sensibilidade pode ajudar a evitar o consumo de alimentos tóxicos e estragados.

6. Dores de cabeça

Logo nas primeiras semanas é possível que esse sintoma apareça. As alterações hormonais e do fluxo sanguíneo do cérebro justificam as cefaleias durante a gravidez.

7. Mais flatulências

Os hormônios provocam uma digestão mais lenta e prisão de ventre, o que também faz aumentar a produção de gases. Se você estiver grávida, sentirá mais vontade de soltar pum e arrotar.

8. Alterações de humor

Parece TPM já que, novamente, a culpa é dos hormônios. Mas no início da gravidez, ficamos muito emotivas, choronas, podemos sentir mais ansiedade e mudanças repentinas de humor.

9. Atraso da menstruação

É o sinal mais evidente! Quando acontece a fecundação, o endométrio (camada interna do útero) não é descartado – o que resultaria na menstruação. Se você estiver grávida, ele ficará ali e se preparará para receber o óvulo fecundado.

Atenção: diferentemente do que muita gente imagina, vontade de fazer xixi a todo momento não é um sintoma comum no comecinho da gravidez! Isso só acontece a partir da oitava semana, quando, além do aumento da produção de progesterona, o útero começa a aumentar e pressionar a bexiga.

Vamos confirmar?

Para se ter certeza de que há mesmo um bebê chegando, é preciso realizar testes que detectam a fração Beta do hormônio hCG. Mas saiba que esse hormônio só começa a circular no sangue depois do 10º dia da fecundação – então nem adianta fazer antes!

– Exame de urina: a maioria dos testes de farmácia analisa a urina para identificar o hCG. Mas eles têm eficácia no resultado após 15 dias da fecundação.

– Exame de sangue: o mais confiável e rápido, já que consegue detectar o hCG 10 dias depois da fecundação. Dá para fazer em laboratório sem prescrição médica.

– Ultrassom: para enxergar o embrião e ouvir os batimentos cardíacos, só depois de cinco ou seis semanas de gestação.

– Exame rápido de sangue: uma nova tecnologia chegou às farmácias. Basta se cadastrar, coletar o sangue da pontinha do dedo e inserir a cápsula no leitor, que processa a amostra e envia ao laboratório. Rapidamente o laudo chega ao seu celular pelo aplicativo da empresa. Conheça mais no site da Hilab.