Exercícios simples ajudam a controlar a incontinência urinária

Eles podem ser feitos em qualquer lugar e não precisam de nenhum aparelho especial – e ainda são ótimos para a sua vida sexual!

Estima-se que 10 milhões de brasileiros tenham incontinência urinária, aquela perda involuntária de urina constrangedora que compromete a qualidade de vida. Estudos indicam que pessoas com o problema têm o dobro de chance de desenvolver depressão! Nós somos as mais atingidas: 35% das mulheres sofrem com incontinência após a menopausa. Os casos mais graves são resolvidos com cirurgias simples. A mais comum é o implante de sling, em que uma fita é colocada para sustentar a uretra. Em outras situações são indicados medicamentos. Em qualquer caso é recomendado fazer exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, que “seguram” a bexiga, o útero e o intestino. Quem tem um quadro leve pode resolver o problema só com eles, como ensina Edgard Romanato, urologista do Centro do Rim do Hospital 9 de julho, e a fisioterapeuta especializada em uroginecologia Cristiane Lima Pinheiro, diretora da clínica By Care.

As causas do problema

  • Muitos partos
  • Menopausa
  • Doenças neurológicas
  • Obesidade
  • Infecções urinárias ou vaginais
  • Excesso de exercícios com peso
  • Muito salto alto
  • Envelhecimento
  • Fraqueza nos músculos pélvicos

Tipos mais frequentes

Incontinência de esforço: ocorre devido à fraqueza dos músculos pélvicos, que dão sustentação à bexiga. Acontece quando você faz qualquer atividade que force o abdômen, como tossir, espirrar ou rir demais.

Incontinência de urgência: a pessoa tem uma vontade súbita de urinar e acaba não conseguindo controlar a bexiga.

Série para você fazer em apenas 5 minutos

O exercício pode ser feito em pé, sentada ou deitada. O ideal é pedir a orientação de um especialista antes de começar:

1. Contraia os músculos do ânus e da vagina como se estivesse segurando ao máximo o xixi. Contraia o tempo que conseguir. Tente ficar pelo menos 10 segundos.

2. Solte devagar. Demore o mesmo tempo que ficou segurando.

3. Repita 15 vezes. Faça a série 3 vezes ao dia.

Não prenda a respiração, não encolha a barriga nem aperte uma perna contra a outra ou contraia o bumbum. Esses exercícios ainda ajudam a sentir mais prazer durante o sexo!

O Instituto Lado a Lado pela Vida acaba de lançar uma campanha de conscientização sobre a doença. No site deles, você pode esclarecer outras dúvidas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s