Febre amarela: tudo que você precisa saber sobre a doença

Apenas o mosquito é capaz de transmiti-la (não precisa ter medo de macacos) e a vacina é a melhor prevenção; entenda mais

 

A situação é preocupante. O Brasil vive o maior surto de febre amarela silvestre dos últimos anos, como informou o Ministério da Saúde. Os Estados em situação de emergência são São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais. Neste último, foram confirmadas 15 mortes decorrentes da doença desde dezembro do ano passado.

Diante dessas circunstâncias, é natural que qualquer pessoa se preocupe em relação à doença e aos riscos de pegá-la. Por isso, conversamos com os infectologistas Regia Damous, do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, e Jessé Reis, do laboratório Delboni, para tirar as dúvidas mais importantes sobre febre amarela.

Informe-se, esteja sempre com a vacinação em dia e fique tranquila.

O que é a febre amarela, de forma bem simples?

A febre amarela é uma doença infecciosa viral – ou seja, causada por vírus – da família dos arbovírus. Existem dois tipos: a silvestre e a urbana. O vírus é o mesmo, a única coisa que muda entre elas é o vetor de transmissão.

Como a febre amarela é transmitida?

Por picada de mosquito. No caso da febre amarela silvestre, que é a que ocorre no Brasil, os transmissores são os mosquitos Haemagogus e Sabethes. A febre amarela urbana, de que não se tem registros no país desde 1942, é transmitida pelo Aedes aegypti – sim, ele mesmo: o da dengue, do zika e do chikungunya.

 (Photoplotnikov/Thinkstock)

É possível pegar febre amarela de macacos que tenham a doença?

Não. A febre amarela só é transmissível pela picada do mosquito. Na verdade, os macacos são nossos heróis no que diz respeito à doença. “Toda vez que um primata morre de febre amarela, significa que a população do entorno está em risco. Eles são um alerta”, diz Jessé.

Regia explica que “o ciclo envolve macacos e mosquitos, e o homem é um hospedeiro acidental”. Daí a recomendação para não circular onde o ciclo esteja acontecendo, como os parques fechados em SP. Ninguém quer levar uma picada e ser um dado estatístico acidental, não é verdade?

Uma pessoa infectada com febre amarela pode transmitir o vírus?

Também não. A febre amarela não é transmissível por contato humano. Só pela picada do mosquito mesmo.

Quais são os sintomas da febre amarela?

Os especialistas apontam febre, dor de cabeça, dor no corpo, cansaço, falta de apetite e náuseas como os principais. “É importante ressaltar que não é necessário acumular todos os sintomas”, alerta Regia. Jessé conta que em estágios mais avançados e não tratados da doença pode haver hemorragias e comprometimento do fígado, deixando pele e olhos amarelados.

Quanto tempo leva para os sintomas da febre amarela se manifestarem?

Varia muito de pessoa para pessoa, mas o vírus costuma ficar incubado por uma semana e depois disso manifestar seus sintomas.

Em quanto tempo a pessoa se cura da febre amarela?

Se for tratada logo, em uma semana a pessoa já estará curada. Por isso é importante procurar atendimento médico logo que notar os sintomas e avisar que esteve em área de risco.

Como é possível se prevenir contra a febre amarela?

Pela vacinação. A vacina é a forma mais segura e eficaz de evitar pegar febre amarela.

Todas as pessoas podem tomar a vacina contra febre amarela?

Quase todas. Gestantes, lactantes e pessoas imunodeprimidas (soropositivas, em tratamento de quimioterapia ou radioterapia ou com altas doses de corticóides) não devem tomar a vacina contra febre amarela. Para quem tem mais de 60 anos de idade, a recomendação é que só tome a vacina se estiver em área com contaminação ativa ou se for viajar para alguma área de risco – e, mesmo assim, apenas com autorização médica.

Em resumo: a vacina é liberada sem restrições para pessoas com idade entre 9 meses e 59 anos que não sejam gestantes, lactantes ou imunodeprimidas.

Gestantes não devem tomar vacina contra febre amarela

Gestantes não devem tomar vacina contra febre amarela (NataliaDeriabina/Thinkstock)

Como a pessoa que não pode tomar a vacina pode se proteger contra a febre amarela?

Usando repelentes autorizados pelo médico que as acompanhe e roupas que cubram a maior parte de corpo. Também é sensato que estas pessoas evitem ficar em regiões de risco de contaminação ou viajar para elas.

Dizem que a vacina contra febre amarela dá reações fortes. É verdade?

Depende da pessoa. Algumas não apresentam reação nenhuma, outras sentem desconfortos. “Dores no corpo, de cabeca e febre podem afetar até 5% dos imunizados”, afirma Regia. Isso ocorre, segundo Jessé, porque se trata de uma vacina de vírus vivo atenuado. “Mas é uma vacina extremamente segura, dada desde os anos 1930”, reforça o médico.

De quanto em quanto tempo é preciso tomar a vacina contra febre amarela?

A vacina contra febre amarela é de dose única, ou seja, você só precisa tomá-la uma vez na vida para estar protegida para sempre. Portanto, se você já a tomou, mesmo que faça muito tempo, não precisa se preocupar nem um pouquinho com surtos da doença.

“Em um momento de chamada para vacinação coletiva, como agora, quem já é imunizado pode ficar tranquilo e não tomar o lugar de quem realmente precisa da vacina, por nunca tê-la tomado”, orienta Jessé.

Quanto tempo leva para a vacina contra febre amarela fazer efeito?

Dez dias.