França toma novas medidas para evitar a magreza extrema nas modelos

Lei prevê prisão e multas pesadas para donos de grifes e agências

Siga o mdemulher no Instagram

Na sexta-feira (18), o governo francês aprovou uma nova lei para conter a onda de anorexia entre as modelos – e jovens que se inspiram nelas. De acordo com o projeto, as profissionais terão que apresentar um atestado médico antes de desfilar, provando que a saúde é compatível com o trabalho com base em peso, idade e estrutura corporal.

A punição para quem violar a lei será pesada: os empregadores, entre grifes e agências, podem pegar pena de prisão de até seis meses e multa a partir de 75 mil euros. 

As imagens alteradas digitalmente, que levam o público a buscar um padrão de beleza impossível de alcançar, também serão submetidas à regulamentação. Fotos retocadas deverão ter avisos na legenda, caso contrário a multa será a partir de 37 mil euros.