Hérnia de disco: conheça os sintomas e as formas de prevenção e tratamento

Prestar atenção à postura, ao peso e não exagerar no esforço físico ajuda a deixar o problema bem longe da sua coluna.

A encrenca não é rara: no Brasil são mais de 5 milhões de pessoas que sofrem com hérnia de disco.
Foto: AndreyPopov/Thinkstock

 

O que é hérnia de disco?

Entre as vértebras da coluna existem os discos intervertebrais, anéis cartilaginosos responsáveis por amortecer o impacto dos movimentos do corpo. E o problema está neles. “Quando esses discos se desgastam, o material do interior do anel sai e comprime os nervos da região, causando a dor”, esclarece Martins, o fisioterapeuta Giuliano Martins, do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.


Os sintomas

A dor pode ser pontual, ou seja, na própria coluna, ou irradiar para outras partes do corpo. No caso de a hérnia ser na região lombar – o que é bem comum -, é possível que as pernas e pés também doam. Quando a hérnia é na região cervical, o incômodo pode irradiar para os braços e mãos. “Ainda há risco de haver formigamento, perda de força muscular e alteração da sensibilidade”, diz Martins. “Em casos mais graves, ocorrem até disfunções intestinais ou urinárias, podendo tanto prender como soltar”, afirma Alexandre Podgaeti, membro da Sociedade Brasileira de Coluna.

Outro sinal da hérnia de disco é a famosa dor no nervo ciático, aquela fisgada que passa também pela nádega, por trás da coxa e pode chegar até o pé. “Na maioria dos casos, dor no ciático é sintoma de hérnia de disco. Mas, se sentir qualquer incômodo, procure um médico”, diz Martins.


Causas e prevenção

Além do desgaste natural da coluna, são vários os fatores que causam hérnia de disco, entre eles o tabagismo. “As razões vão desde um trauma, como uma queda, até fatores hereditários. Excesso de peso, má postura e esforço físico também podem causar a doença”, explica Martins. Por isso, já sabe o que fazer para evitar o problema, né? “Pratique atividade física, sempre orientada por um profissional, para manter a coluna forte e saudável”, completa o fisioterapeuta.


Tratamento

A dor apareceu? Em vez de buscar alívio na caxinha de remédios, o que só vai mascarar o problema, procure um especialista. Quanto antes começar a tratar, melhores serão os resultados. Normalmente, são indicadas sessões de fisioterapia e medicamentos como analgésico, anti-inflamatório, relaxante muscular, além de acupuntura nas crises de dor. Não resolveu? “Em 20% dos casos mais graves, a indicação é de cirurgia”, diz Podgaeti.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s