Indigestão, alergia, intoxicação ou intolerância alimentar?

Conheça as diferenças entre esses quatro problemas e aprenda a evitá-los.

Se tiver vômitos ou diarreia por muito tempo, vá ao hospital.
Foto: AndreyPopov/Thinkstock/Getty Images

Indigestão

O que é
Também chamado de dispepsia, esse problema se caracteriza pela digestão demorada de alimentos devido a um mau funcionamento do estômago.

Sintomas
Dor abdominal, arroto, sensação precoce de saciedade ou que o estômago está sempre cheio.

Cuidados
Diminua a quantidade de comida na hora das refeições e, principalmente, evite excesso de carne vermelha e gordura.

Tratamento
Se perceber que o quadro se repete com frequência, procure um especialista. A partir de uma avaliação, o médico pode tanto solicitar exames (como a endoscopia) quanto prescrever medicamentos para ajudar na movimentação estomacal ou diminuir a acidez.

Alergia Alimentar

O que é
Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), esse problema ocorre quando há uma resposta exagerada do organismo a determinada substância (que pode ser uma proteína ou até conservantes, corantes e aditivos) presente nos alimentos.

Sintomas
O mais comum é que as manifestações se deem na pele, isto é, com inchaço, coceira e dermatite. Mas o paciente também pode apresentar diarreia, dor abdominal, vômito e até dificuldade para respirar.

Cuidados
Se você já teve reação alérgica a algum alimento, há risco de que ela ocorra de novo, porém de forma mais grave. Por isso, procure um médico e evite comer aquilo que causou a complicação.

Tratamento
De acordo com a ASBAI, não há um remédio que previna esse tipo de alergia. Por isso, são usados medicamentos que tratem os sintomas durante as crises.

Intoxicação alimentar

O que é
Ela acontece ao ingerir alimentos contaminados por vírus, bactérias, toxinas e até fungos.

Sintomas
Dor abdominal, náusea, vômito, diarreia, desidratação e, em alguns casos, febre.

Cuidados
Seja cuidadosa com alimentos crus e mal passados, que estão mais expostos à contaminação. O mesmo vale para água proveniente de poço ou rio – prefira a mineral.

Tratamento
A recomendação é fazer repouso e tomar bastante líquido. Se o paciente estiver em risco de desidratação, são indicados medicamentos para controlar náuseas e vômitos. No caso de infecções por bactérias, a terapia é feita com antibióticos.

Intolerância alimentar

O que é
A intolerância acontece quando o corpo tem dificuldade para digerir certas substâncias. Isso pode ser causado tanto devido à falta de uma enzima – como a lactase nos pacientes que não toleram a lactose – quanto a uma experiência negativa que o indivíduo teve com algum alimento.

Sintomas
Entre os sinais da intolerância estão barriga inchada, dor, constipação alternada com diarreia e até indigestão.

Cuidados
A principal medida preventiva é evitar ingerir aquilo que não cai bem. Mas antes de riscar qualquer item do cardápio, vá ao médico e certifique-se de que você realmente tem esse distúrbio e se é necessário fazer alterações drásticas na dieta. Até porque, em casos leves ou moderados, a pessoa consegue tolerar pequenas quantidades dos alimentos.

Tratamento
São observados tanto os aspectos biológicos da intolerância quanto os psicológicos e sociais. É que, muitas vezes, o alimento não é o único responsável pelo quadro, mas outras circunstâncias, como um momento de estresse muito grande ou a perda de um familiar. Quando o diagnóstico de intolerância é feito, são prescritos medicamentos para aplacar os sintomas.

Fontes: Carlos Francesconi, chefe do serviço de gastroenterologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS); Stéfano Jorge, gastroenterologista do Centro Clínico Castelo, em Campinas (SP).