Micose: previna-se dessa coceira chata!

Aprenda a evitar a micose no verão e conheça também quais os tratamentos indicados caso você já tenha contraído

A micose adora pegar nosso pé durante o verão
Foto: Getty Images

Verão é tudo de bom: tempo de sol, calor, piscina. O problema é que as micoses também adoram tudo isso! “Essa infecção na pele, causada por fungos, se alastra em locais úmidos e quentes”, alerta o dermatologista Cesar Cuono, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mas você pode se prevenir seguindo algumas dicas sugeridas pelo médico. Confira…
 

1. Conheça os meios de contágio


· Natureza: Areia, água e pisos contaminados.

· Animais: Cachorro, gato, papagaio.

· Outras pessoas: Por meio de contato com alguém infectado ou pelas roupas, chinelos, talheres, copo, alicate da manicure…
 

2. Maneire no sol


Sol demais diminui as defesas da nossa pele. Assim, quando estamos nos bronzeando, aumentam as chances da micose se manifestar. Quando o fungo entra em contato com a pele – que está com o ritmo de combate mais lento e, ainda por cima, toda suada – o resultado é a chata coceira.
 

3. Escape dos tipos comuns de micose


· Pano branco
Manchas brancas arredondadas que formam um “manto”. Podem causar coceira ou descamação. Aparece no corpo todo, sendo mais comum no tronco, costas e peito. Evite cremes muito oleosos no cabelo, porque a oleosidade colabora para a reprodução dos fungos. Pelo mesmo motivo, prefira protetor solar em gel.

· Frieira
Aparece entre os dedos dos pés, causando coceira, vermelhidão e, às vezes, fissuras doloridas na pele. Use calçados arejados, passe talco antifúngico e seque bem o espaço entre os dedos – o secador de cabelo ajuda nessa tarefa.

· Nas unhas
Elas ficam amarelas, grossas e muito doloridas. Não remova demais a cutícula, nem compartilhe acessórios de manicure.

 

Micose: previna-se dessa coceira chata!

Consulte um dermatologista para saber qual o melhor tratamento
Foto: Getty Images

4. Invista no tratamento


Consulte um dermatologista para saber qual o melhor medicamento para o seu caso. Quando a área afetada é grande, geralmente o especialista recomenda remédios via oral. Se for localizada, como nas mãos ou nos pés, basta usar creme ou spray antimicótico. A recuperação é rápida, no entanto é importante seguir as recomendações médicas até o fim do tratamento para que a lesão não volte.
 

5. Adote essas atitudes


· Use roupas frescas e leves, de algodão, e evite tecidos sintéticos. Assim, o corpo não acumula suor.

· Ao sair do banho, seque muito bem o corpo, dando atenção aos dedos dos pés, debaixo dos braços e virilha.

· Ande sempre de chinelo em locais públicos, como praia, área da piscina e vestiários de clube.

· Não divida calçados nem roupas com outras pessoas. Se precisar emprestar algo, lave antes de usar.

· Deixe seus bichinhos de estimação sempre limpos e secos e nunca os leve à praia (nem com coleira!).

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆