Mitos e verdades sobre hemorroidas

Conheça os principais mitos e verdades sobre hemorroidas e veja como a prevenção e tratamento do problema não são tão complicados assim

Beber dois litros de água por dia ajuda a prevenir a doença
Foto: Getty Images

Estudos ingleses e americanos comprovaram que quase a metade da população mundial com mais de 30 anos tem ou terá hemorroidas (a dilatação de um dos vasos sanguíneos do ânus). E as mulheres estão mais propensas a manifestar o mal, porque seu intestino tende a ser mais preso e preguiçoso. Aprenda a identificar o problema e saiba a hora de procurar um especialista.

O que são hemorroidas?

São a dilatação de um ou mais vasos sanguíneos do ânus, que podem até sair na hora da evacuação. Os sintomas são: coceira, desconforto, secreção (que irrita a região) e sangramento.

Como prevenir?

· Obedeça a vontade de evacuar. Não adie.
· Coma mais fibras (existentes em frutas, verduras e cereais).
· Pratique exercícios físicos.
· Tome bastante líquido (no mínimo dois litros por dia).
· Pesquise se há casos da doença na família, porque ela pode ser hereditária.

Verdadeiro ou falso?

· Hemorroidas causam câncer
Falso. Elas não viram tumor. Isso é lenda.

· Grávidas são mais propensas
Verdadeiro. E o risco aumenta nos últimos três meses, quando o útero está maior e a gestante tende a fazer menos esforço e exercícios físicos.

· Sexo anal dá hemorroidas
Falso. Ele só pode causar fissuras na região, mas não chega a ser a causa do problema.

· Prisão de ventre dá hemorroida
Verdadeiro. A constipação obriga a pessoa a fazer mais força ao evacuar e, assim, os vasos localizados no ânus dilatam demais.

Mitos e verdades sobre hemorroidas

Alimentos ricos em fibras melhoram o funcionamento do intestino e evitam a hemorroida
Foto: Getty Images

Sem cuidado, o problema evolui!

· Primeiro grau: Há sangramento, mas o vaso dilatado permanece dentro do ânus.

· Segundo grau: O vaso dilatado sai do ânus durante a evacuação.

Como tratar o primeiro e segundo grau
Coma alimentos ricos em fibras (de 20 a 25 gramas diariamente) e tenha mais cuidado com a higiene da região. Em algumas situações, deve-se parar de usar papel higiênico, passando a limpar só com água ou lenços umedecidos sem perfume.

· Terceiro grau: O vaso dilatado não consegue voltar sozinho para o ânus.

· Quarto grau: O vaso dilatado não cabe mais no ânus, ficando sempre para fora.

Como tratar o terceiro e quarto grau
Necessitam de intervenções clínicas indolores, como a ligadura das hemorroidas ou a secagem com raios infravermelhos. A cirurgia é recomendada para um em cada dez pacientes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s