Negligência médica com anticoncepcional leva jovem à morte

Cinco meses após iniciar o uso de Dianette (também conhecido como Diane-35), Charlotte Foster teve uma parada cardíaca decorrente de embolia pulmonar.

É aquela velha história: todo mundo toma anticoncepcional e, por ser algo tão comum, muita gente acaba acreditando que não há risco algum. E até mesmo os médicos cometem esse erro, como mostra o mais recente inquérito do caso da americana Charlotte Foster – moça que morreu aos 23 anos por causa de uma embolia pulmonar. 

Já havia sido constatado que a embolia teve relação com o uso de Dianette (pílula que no Brasil também é chamada de Diane-35), mas agora sabe-se que Charlotte poderia ter sobrevivido, caso médico não tivesse sido negligente. 

Após começar a tomar o comprimido – com receita – a moça reportou ao ginecologista que estava sentindo dores nas pernas. Na ocasião, o profissional descartou a chance de trombose venosa e simplesmente indicou que ela descansasse em um spa.

Após cinco meses desde que havia começado a tomar Dianette, Charlotte teve uma parada cardíaca e faleceu. Atualmente, o ginecologista responde a processo na Justiça.

Casos como esse são um alerta tanto para as mulheres quanto para os médicos. É muito importante tomar anticoncepcional apenas com receita e também é fundamental ficar atenta à reação que o remédio causa no seu corpo. Caso você não esteja 100% satisfeita com as recomendações do seu ginecologista, o ideal é consultar outro profissional da área.

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆