Remédios incompatíveis: veja os riscos da combinação de medicamentos

O toxicologista Anthony Wong apresenta os riscos que as combinações de determinados remédios trazem à saúde. Confira!

Antes de tomar qualquer remédio, consulte um médico!
Foto: Dreamstime

Anticoncepcional + fitoterápico

A mistura diminui em até 60% o efeito do contraceptivo mesmo que você esteja tomando a pílula da forma correta.

Anticoncepcional + hormônios femininos, como estrógeno

Aumenta o risco de coagulação sanguínea. A mulher pode sofrer desde uma trombose a um infarto.

Paracetamol + anti-inflamatório

A dupla pode gerar problemas nos rins, como insuficiência renal.

Anti-hipertensivo + diurético

A combinação é responsável pela perda de sais minerais, que causa desidratação e problemas renais.

Antidepressivo + antigripal (anfetamina)

Eleva a pressão. Consequência: risco de derrame.

Antiácido + antibiótico

O primeiro interfere  na absorção gástrica do segundo, diminuindo sua eficiência.

Anti-hipertensivo + calmante

Causa sonolência e queda de pressão.

Anti-inflamatórios + corticoide

Dores no estômago e maiores chances de desenvolver úlcera.

Remédio para emagrecer + antidepressivo

Taquicardia e aumento da pressão arterial.

Atenção!

Antes de tomar qualquer remédio, consulte um médico e avise-o caso já esteja ingerindo algum medicamento. Além disso, verifique as contraindicações na bula e, ao longo do tratamento, evite o consumo de álcool.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!