Rinoplastia – Tire todas as suas dúvidas sobre a cirurgia no nariz

Rinoplastia - Confira quem pode fazer a rinoplastia, como ela funciona e quais os cuidados no pós-operatório

Rinoplastia - Tire todas as suas dúvidas sobre a cirurgia no nariz

Claudia Raia contou na revista LOLA que detestava seu nariz antes da cirurgia plástica
Foto: Divulgação/ Rede Globo

Achar o nariz imperfeito pode ser um verdadeiro incômodo para muitas mulheres. Em entrevista à revista LOLA de março, Claudia Raia revelou que o formato de seu nariz a tirava do sério. “Diziam que eu era muito grande e que não ficaria bem com um narizinho arrebitado. Não me conformava”, lembra. Depois de um tempo, Claudia encontrou um médico que decidiu operá-la.

O reparo do nariz pode ser feito por meio de uma cirurgia plástica: a rinoplastia. Ela é feita para restaurar a harmonia do rosto, podendo reduzir ou aumentar o nariz, alterar a forma da ponta e do dorso (parte de cima), diminuir as narinas e alterar o ângulo entre o nariz e o lábio superior.

Mas a cirurgia não se limita aos resultados estéticos. “A rinoplastia deve ser entendida de forma funcional”, diz o cirurgião plástico André Eyler. Ela pode resolver problemas como desvio de septo, sinusite e alterações no sono.

Se malfeita, há o risco de prejudicar a saúde. Por isso, a paciente não pode escolher o nariz. Ela diz o que a incomoda e o médico explica as possibilidades. A cirurgia pode ser aberta (com um corte na pele que deixa cicatriz entre as narinas) ou fechada (toda feita por dentro da narina), dependendo do caso.

O pós-operatório não tende a ser dolorido, mas varia de pessoa para pessoa. É necessário dormir de barriga para cima por dois meses e passar esse período sem tomar sol. Nos primeiros 15 dias, é aconselhável evitar movimentos faciais, como sorrisos e gargalhadas, para não mexer nos pontos.

O resultado final é conquistado em até um ano. O preço total varia entre R$ 4 mil* e R$ 10 mil*.

*Preços pesquisados em março de 2011

Como saber se o médico é de confiança

 

· Cheque se o especialista é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica pelo site. Basta pôr o nome do profissional e o estado no canto esquerdo superior do site.

· Confira os resultados de outras cirurgias desse especialista.

· Garanta que a cirurgia seja feita em um hospital ou clínica com total estrutura.

Rinoplastia - Tire todas as suas dúvidas sobre a cirurgia no nariz

Antes, Thais Tonio odiava seu nariz de perfil; agora adora sair em fotos
Foto: Divulgação

“Uma plástica no nariz transformou minha vida”

 

Conheça a história da fisioterapeuta de 23 anos Thais Cristine Tonio, de Umuarama (PR), que depois da cirurgia, conseguiu realizar seu sonho de ser modelo em um comercial de TV:

“Gasto só dez minutos para me arrumar. Passo protetor solar com base no rosto e, pronto, estou linda! Um alívio para quem, por 23 anos, gastou mais de 30 minutos todos os dias para fazer a maquiagem. Era um parto! Passava três camadas de base e redesenhava com corretivo as laterais e a ponta do meu nariz.

Fazia de tudo para criar a falsa ilusão de um nariz com tamanho normal. Quando me olhava no espelho, via apenas uma coisa: o meu narigão. Mais nada. Era como se ele me definisse.

Sou magra e alta, com biótipo de modelo. Meu problema era o nariz. Quando ficava de perfil, dava para notar o quanto ele era torto e grande. Eu não conseguia nem comprar roupas. Acredita? Achava que tudo ficava feio em mim porque o nariz estragava o visual. Eu estava paranoica.

Isso piorou quando fui para a capital paulista atrás do meu sonho de ser modelo, aos 15 anos. Passei por várias seleções, mas só recebi respostas negativas. O motivo? Meu nariz, claro! Diziam que eu tinha corpo de modelo e que até poderia posar para fotos de frente, mas meu perfil era desproporcional.

Voltei para casa louca para fazer uma cirurgia plástica, mas meus pais eram contra. Não queriam que eu entrasse na faca por motivos estéticos”.

Minha irmã fez a rinoplastia. E eu?

“Permaneci nesse dilema por mais seis anos. E fiquei cada vez mais paranoica: não saía em fotos de lado e não prendia o cabelo. Tudo para esconder meu perfil. Minha autoestima era um lixo.

Nunca falava em público nem apresentava trabalhos na escola. Cheguei a recusar o convite de uma prima querida para fazer a leitura em seu casamento. Não queria ser fotografada de perfil.

No final de 2008, minha irmã mais nova fez uma cirurgia para corrigir o nariz por causa de um acidente. Ficou incrível! Foi o argumento que usei para marcar a minha rinoplastia, a operação plástica do nariz. Dessa vez, meus pais não vetaram. Afinal, eu já estava formada na faculdade e era dona do meu salário e do meu nariz. Além disso, aproveitaria para corrigir um desvio de septo, que atrapalhava a respiração.

Antes da cirurgia, disse ao médico que queria um nariz igualzinho ao da minha irmã. “Você não pode escolher o seu nariz. A operação tira os excessos e procura a harmonia no seu rosto”, me explicou o especialista.

Confesso que fiquei com medo da anestesia, do pós-operatório e do resultado final. “Será que vou ter o nariz dos meus sonhos?”

Me submeti a uma cirurgia em que o médico fratura o osso e que não deixa cicatriz.

Não segui as ordens e tive de fazer retoque!

“Saí do hospital no mesmo dia. Excitadíssima com o resultado, não sosseguei. Não parava de sorrir e de falar. Mas o pós-operatório é delicado. Fiquei com o rosto roxo por uma semana, respirando apenas pela boca. Ainda assim, estava tão animada que descuidei. Além de não repousar, falei e sorri sem parar. Após 15 dias, voltei para o trabalho. Resultado: peguei uma infecção. Meus pontos se soltaram.

Precisei tomar antibióticos e soube que teria de fazer um retoque. O problema era interno. Por fora, meu nariz já estava bonito. Só um pouco torto. Chorei, mas assumi meu descuido”.

Agora meu nariz é pequeno e perfeito!

“Tive que esperar um ano e dois meses para fazer o retoque, em outubro de 2010. Foi bem mais tranquilo, pois não precisaram mexer no osso. O pós-operatório também foi mais fácil. Fiquei praticamente sem nenhum roxo. Tirei o gesso após sete dias e mantive os cuidados.

Já se passaram seis meses. Meu nariz ainda incha, principalmente quando está calor ou se faço esforço. Só verei o resultado final um ano depois da cirurgia. Mas já percebo que ficou perfeito!

Me sinto linda e fotogênica de perfil! Até fui convidada para participar do comercial de uma chopperia para a televisão local! Detalhe: só apareci de lado no vídeo. Estou linda, né?!”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s