Vacina contra HPV será oferecida na rede pública a partir de 2014

Público-alvo são meninas de 10 e 11 anos, que poderão ser vacinadas em postos de saúde e em campanhas promovidas nas escolas. O vírus é responsável por 95% dos casos de câncer de colo do útero

Siga o mdemulher no Instagram

A vacina é eficaz se aplicada antes da iniciação sexual
Foto: Getty Images

O Sistema Único de Saúde vai oferecer gratuitamente a vacina contra o HPV, o papilomavírus humano, a partir de 2014. O vírus é responsável por 95% dos casos de câncer de colo do útero, o segundo que mais atinge as mulheres, atrás apenas do câncer de mama.

A imunização estará disponível apenas para meninas de 10 e 11 anos porque, de acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é eficaz para pessoas que ainda não iniciaram a vida sexual e pesquisas apontam que a idade média de iniciação sexual é 13 anos. As meninas receberão três doses quadrivalentes, ou seja, usadas na prevenção de quatro tipos de HPV (6, 11, 16 e 18), que respondem por 70% dos casos de câncer de colo do útero. A meta é vacinar 80% do público, num total de 12 milhões de doses.

Segundo o Dr. José Focchi, médico da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), 99% dos casos de câncer de colo do útero estão relacionados com o HPV. O vírus se apresenta em mais de 100 tipos, mas são pelo menos 13 os que têm potencial para causar câncer. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 291 milhões de mulheres no mundo todo são portadoras do vírus e 270 mil morrem em decorrência dele, a cada ano. No Brasil, 685 mil pessoas são infectadas anualmente por pelo menos um dos tipos e 5.160 mulheres morreram em 2011.

Realizada nos postos de saúde e nas escolas, a vacinação vai requerer autorização dos pais ou responsáveis. “Vamos preparar muito bem este público, suas famílias, e reforçar a estratégia envolvendo as escolas e os professores para provocar uma grande sensibilização”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Para a população que não será beneficiada pela imunização, o Ministério da Saúde recomenda o exame preventivo, o Papanicolau, a cada três anos, principalmente na faixa de mulheres entre 25 e 64 anos. A vacina também é oferecida na rede particular e cada dose custa cerca de 400 reais.