Você faz cocô direito? Veja dicas fáceis para melhorar a prisão de ventre

Constipação é coisa séria, não pode ser resolvida com remédio ou empurrada com a barriga. Especialistas ensinam a resolver, inclusive com posições de yoga.

Precisamos falar sobre cocô! Sim, da maneira mais natural possível, como deve ser.

Uma pesquisa mostra que 37,2% das brasileiras sofrem com a famosa prisão de ventre – e um dos motivos é a vergonha de ir ao banheiro fora de casa. “Desde pequenas somos ensinadas que não devemos avisar que vamos fazer cocô, que temos de sair disfarçadamente pra ir ao banheiro, não usar banheiro público, esperar chegar em casa. Mas aqui vai um aviso: não podemos esperar, não”, afirma a médica Martha Pedroso, gastroenterologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo a médica, as fezes retidas irritam a parede intestinal e podem causar sérios problemas. 

E já ouviu falar que quem não consegue ir ao banheiro fica mal-humorada? Sim, é verdade, com comprovação científica! “Isso porque, 90% da serotonina, o neurotransmissor responsável pelo bem-estar, é produzida no intestino“, afirma a dra. Lilian Sales, gerente médica da Abbott.

Além disso, a constipação gera uma perda de absorção nutricional do corpo. É no intestino que os nutrientes são absorvidos, mas se o caminho estiver lotado de fezes, essa absorção é altamente prejudicada.

Quando vira constipação intestinal? 

De forma geral, o alerta se acende quando vamos ao banheiro menos de 3 vezes na semana, quando fazemos força para defecar, quando há dor ou quando o abdome fica inchado. “Se as fezes ficam retidas no intestino, a água é reabsorvida, elas ressecam e isso vai causando uma dificuldade progressiva de eliminação”, explica a dra. Martha.

Mas atenção: a frequência não é um fator determinante para um diagnóstico de constipação. “Tem gente que vai ao banheiro todo dia, mas tem as fezes ressecadas. Isso pode ser constipação. Mais do que a frequência, a qualidade das fezes é importante”, diz a dra. Lilian. Sendo assim, observe seu cocô: ele deve ser longo e macio, sem rachaduras.

Por que o laxante não é uma boa? 

Tomando um laxante, você resolve a situação na hora, mas não o foco do problema. “Se você usa de forma contínua, o intestino começa a entender que precisa disso para funcionar”, afirma a dra. Martha. Mas isso não significa que esses medicamentos são proibidos.

Então, se você precisar, saiba que há dois tipos: os irritantes, que agem na mucosa intestinal e agilizam a evacuação, e os osmóticos, que puxam água dos tecidos vizinhos para lubrificar e favorecer a evacuação. Prefira os osmóticos, que não lesam os neurônios da parede intestinal.

Por que fazer na hora que dá vontade?

As especialistas explicam que, se você não dá atenção e não vai ao banheiro na hora que tem vontade, o organismo passa a entender que aquele reflexo não funciona mais e para de mandar essas mensagens. “Por isso, pare o que está fazendo e atenda seu intestino primeiro”, recomenda a dra. Martha.

Truques para conseguir ir ao banheiro

Além de cuidar da alimentação, consumindo mais fibras e com uma dieta equilibrada (que é a parte mais importante para garantir um bolo fecal saudável), há algumas medidas que podem ajudar a contornar a prisão de ventre.

  • Mesmo sem sentir vontade, logo após o café da manhã, sente-se no vaso por uns 3 minutos e concentre-se. Pela manhã, logo após essa refeição, os movimentos peristálticos são melhores. E nada de ler o jornal, uma revista ou ficar no celular. “Isso distrai a mente e você não prioriza o ato”, alerta a dra. Martha.
  • Tome algum líquido quente – pode ser um cafezinho, chá, leite… “O calor excita as terminações nervosas e ajuda no reflexo de eliminação do intestino”, afirma a dra. Martha.
  • Apoie os pés em um banquinho. “O ângulo mais propício não é o do vaso. O ideal seria ficar de cócoras, com as mãos no joelho para evacuar com facilidade”, ensina a médica do Hospital das Clínicas.
  • Pratique yoga! Alguns exercícios do baixo ventre são maravilhosos para ajudar o fluxo. Confira alguns deles:

Pranayama IV 

Deite-se com as pernas dobradas e faça o exercício de respiração: inspire inflando a barriga e expire retraindo-a. Esse movimento ajuda a melhorar o sistema digestivo.

Yoga pranayama IV

 (Thais Fernandes/MdeMulher)

Postura do Diamante

Sentada sobre os calcanhares, fique com a coluna bem retinha e coloque as mãos sobre as coxas. Respire lentamente e, ao expirar, transfira o peso para as pernas e calcanhares.

Essa posição melhora a circulação do sangue na região abdominal e ajuda na digestão.

yoga postura do diamante

 (Thais Fernandes/MdeMulher)

Postura da Cobra

Para começar, você pode apoiar os cotovelos no chão. As pernas devem ser esticadas, as coxas dão apoio, e os pés devem estar juntinhos, com o peito no chão. Alinhe o pescoço com a coluna. Inspire e levante a cabeça e depois o corpo, fazendo força a partir do umbigo. Olhe para cima e relaxe os braços. Expire e desça devagar.

Essa postura de flexão para trás estira os músculos abdominais e ajuda a limpar o trato intestinal.

yoga postura da cobra

 (Thais Fernandes/MdeMulher)

Postura do Arado

Impulsione as pernas e o quadril para o alto, com joelhos flexionados. Apoie as mãos nas costas e comece a esticar as pernas até encostar os dedos no chão, atrás da cabeça. Assim, você consegue esticar os braços no solo e entrelaçar os dedos das duas mãos. Para voltar, flexione os joelhos e vá descendo, vértebra por vértebra, sem tirar a cabeça do chão.

Esta postura ajuda a estimular as vísceras abdominais e os órgãos.  

yoga postura do arado

 (Thais Fernandes/MdeMulher)

Postura Purificadora

Deite-se com as pernas e braços esticados. Inspirando, dobre a perna direita e traga o joelho em direção ao peito. Expirando, envolva as mãos nessa perna, abaixo do joelho. Respire algumas vezes e, quando expirar, pressione a perna sobre o abdome. Repita com a perna esquerda.

    Essa postura é eficaz na eliminação de gases e melhora o sistema digestivo.

    yoga postura purificadoraPostura da PinçaEm pé, junte as pernas e dobre o tronco em direção ao chão. Você pode tocar o chão ou segurar os calcanhares. Tire os peso dos calcanhares, tente jogá-lo para a parte da frente dos pés. Para voltar, flexione os joelhos e desenrole o corpo aos pouco, subindo vértebra por vértebra.

    A profunda compressão intra-abdominal massageia as vísceras e alivia constipação. 

    yoga postura da pinça

     (Thais Fernandes/MdeMulher)

    Postura do Arco

    Deite-se de barriga para baixo, com queixo no chão. Dobre os joelhos e pegue os tornozelos. Inspire levantando a cabeça, o peito e as coxas. Leve a cabeça para trás, levante mais o peito e forme um arco com o corpo. Relaxe os ombros, mantenha-os distantes das orelhas, respire e fique na posição por 20 ou 30 segundos. Expire e saia da postura devagar.

    Esta posição também ajuda a eliminar gases e proporciona forte pressão intra-abdominal.

    yoga postura do arco

     (Thais Fernandes/MdeMulher)

    Agradecimento: Abbott

    ☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆